O SURGIMENTO

 

Para um melhor entendimento a tradução de Skateboard é patins numa prancha, porém no Brasil ficou conhecido como Skate.

Não sabe ao certo como e quando o Skate surgiu, mas foi nos Estados Unidos num processo ao longo da primeira metade do século 20, talvez derivando dos rollers scooters, especie de patinete fabricados a partir de 1900.

Recentemente descobriram que em 1918 um então garoto norte americano chamado de Doc 'Heath' Ball já havia desmontado eixos e rodas de patins e fixado numa madeira, porém ele não andava de pé e sim com um joelho apoiado na madeira e outro pé dando impulso.

No final dos anos 50 quando não havia ondas no litoral da Califórnia, surfistas tentavam imitar as manobras de Surf usando rodas e eixos montandas em pranchas de madeira.

O primeiro skate fabricado e comercializado em série foi o Roller Derby em 1959.

Nesta época milhões de skates foram vendidos, mas as rodas eram de ferro e por escorregarem aconteceram muitos acidentes e a sociedade norte americana fez campanha para banir o novo esporte, demorando muito tempo para o skate ganhar credibilidade novamente.

 

ANOS 60

 

No início era chamado sidewalk surfing, ou seja, surf de calçada, e rapidamente se espalhou por todo os Estados Unidos.

A moda pegou e no início da década de 60 aconteceu o primeiro estouro do Skate como novo esporte, o primeiro skate a ser comercializado foi o Roller Derby.  

Em 1963 o sidewalk surfing, já praticado por um grande número de adolescentes, tinha criado identidade, com suas próprias manobras e assim ganhou seu nome definitivo: Skateboard.

O primeiro campeonato de Skate aconteceu em Hermosa Beach, Califórnia, em 1963, vencido por Larry Stevenson.

A primeira revista especializada em Skate no mundo foi a The Quarterly Skateboarder lançada em 1964 nos Estados Unidos.

O Skate na década de 60 era completamente ligado ao Surf e influenciado por ele.

Uma extensão da praia no asfalto, foi neste momento que nasceu o skate vertical, um projeto diferente de piscina com transição, durante a grande seca na Califórnia as piscinas foram esvaziadas e os surfistas/skatistas descobriram que dava para se divertir andando de skate nas paredes, que lembravam as transições das ondas de surf.

 

ANOS 70

 

A primeira evolução foi a invenção da inclinação no tail inventado por Larry Stevenson para melhorar o equilíbrio e as manobras.  

Porém o grande acontecimento da década foi a invenção da roda de poliuretano em 1972 o que revolucionou o Skate.

Antes as rodas eram feitas de ferro e mais tarde de baquelite, um tipo de plástico duro, ambas muito escorregadiças e inseguras, dificultando a realização de  manobras.

O inventor desta nova tecnologia foi o engenheiro químico e surfista Frank Nashworthy fazendo este material dar origem as verdadeiras e até hoje utilizadas rodas de skate.

Essa invenção deu ao skate um enorme impulso para que ele definitivamente se consolidasse como um esporte popular.

Outro "boom" aconteceu criando o início do Skate moderno, com as modalidades Slalom, Downhill, Freestyle e Vertical.  

Devido a crescente quantidade de praticantes, surgiram diversos locais específicos para a prática do Skate, os chamados skate parks, a maioria particular.

São realizados o primeiro áereo (Frontside Air) por Tony Alva em 1977, o primeiro ollie (Frontside Ollie) em pistas por Allan Gelfand em 1978 e o primeiro looping pelo profissional norte americano Duane Peters em 1979, manobras que modernizariam o Skate.

Entretanto devido aos inúmeros acidentes acontecidos nos skate parks e aos altos valores pagos de indenizações e seguros, muitos locais fecharam e a procura diminuiu drasticamente, o que trouxe um colapso ao Mercado do Skate, fechamento de muitas empresas e perda de patrocínio de quase todos os skatistas profissionais. 

No final desta época o Skate criou identidade própria se ligando mais a contra-cultura que nascia na época, a New Wave e o Punk, tornando-o um esporte rebelde. 

 

ANOS 80

 

O Skate na década de 80 foi caracterizado por uma explosão de rampas de madeira feitas pelos prórpios skatistas em ruas, praças e quintais de casa devido à crise existente.

Era a cultura do faça você mesmo.

A criação de tecnologia para os equipamentos e inovações no período fazia com que os equipamentos de Skate mudassem muito em pouco tempo.

Em 1982 Rodney Mullen inventa o ollie no chão, o que influenciaria tanto o Freestyle quanto o Street, levando a criação de centenas de manobras derivadas.

Nessa o Street começou a ser praticado em terrenos até então virgens para o Skate, com as manobras em corrimão, paredes e escadas.

Em 1984 Stacy Peralta e George Powell lançam o primeiro vídeo de uma equipe de Skate chamado de The Bones Brigade Video Show, revolucionado o Mercado.

Em 1985 o Skate torna fundo para o filme De volta ao futuro, em 1986 para Thrashin e em 1989 para Gleaming the cube.

Os anos 80 foram caracterizados pela mistura da influência do Punk que lentamente foi substituída pela cultura urbana, com ênfase no Hip Hop.

No final da década as calçadas largas eram o ápice e o Street começou a dominar o Skate com a queda do Vertical.

Contudo mais uma vez o Skate passou por uma crise afastando muitos praticantes, o que criou a teoria do "ciclo dos 10 anos".

 

ANOS 90

 

Nesta década o Skate tomou seu rumo atual na direção do profissionalismo do esporte.

Os equipamentos melhores e mais leves davam suporte a um Skate mais técnico com manobras grandes e poderosas.

Existia uma fome de reconhecimento nos skatistas.

Em 1995 a ESPN criou os X-Games e começou a limpar a imagem do skate como esporte rebelde.

Foi o primeiro passo para colocar o skate no "mainstream" e mais uma vez popularizá-lo.

Mas o Skate brigou para manter sua identidade e atitude.

Nesta década muitas pistas surgiram.

Novamente o Skate vira tema do cinema durante o filme Kids em 1995. 

A WCS (World Cup of Skateboarding) se consolidou com o Circuito Mundial dando também força ao Skate até no Brasil.  

No final de 1999 é lançado o jogo de videogame Tony Hawk's Pro Skater que tornaria o mais vendido e popular do mundo.

 

ANOS 2000

 

Diferente de outras viradas de décadas o Mercado do Skate não entra  em crise, ao contrário, fica mais forte, profissional e estruturado. 

Aconteceram shows ou grandes competições de Skate pelos Estados Unidos como X-Games, Dew Tour, Gravity Games, Tony Hawk Gigantesc Tour, Maloof Money Cup com transmissão ao vivo pelas principais redes de TV do mundo e premiações milionárias.

Em 2002 Danny Way inventa a Mega Rampa durante um programa 'pay per view' de TV nos Estados Unidos, levando o Skate Vertical para patamares nunca antes vistos.

Também tornaram frequentes turnês mundiais das principais empresas do Mercado do Skate passando por todos continentes.

Skatistas/artistas expõem em galerias de arte pelo mundo (Mark Gozales, Ed Templeton, etc.) e escrevem livros (Michael Brook, Sean Mortimer, Jim Phillips, Rodney Mullen, Tony Hawk, Sean Cliver, etc).

Skatistas participam de publicidade de marcas fora do universo do Skate: Omar Hassan para a Ford e Bob Burnquist para Toyota, por exemplos.

Skatistas viram atores de Cinema (Jason Lee, Bam Margera) e de TV (Steve Berra, Rob Dyrdek, Ryan Sheckler) ou até diretores de cinema (Spike Jonze no "Eu quero ser John Malkovich", Stacy Peralta no "Z-boys and Dogtown" e Harmony Corine em "Kids" e "Ken Park").

Skate mais uma vez é tema de filmes e documentários como  Z-boys and Dogtown,  Stocked: rise and fall of Gator, Who Cares: The Duane Peters Story, Ken Park, Lords of Dogtown, Paranoid Park, Grind, Wassup Rockers, Deck Dogz etc. 

Em 2004 na cidade de Dortmund, Alemanha, durante o Munster Monster Championships, é fundada a Internation Skateboarding Federation (ISF), sendo a CBSk uma das fundadoras.

É criado o Go Skateboarding Day em  2004 pela International Association of Skateboard Companies (IASC), uma data para comemorar o Dia Mundial do Skate praticando e confraternizando. 

O Longboard tem seu 'boom' atraindo milhões de adeptos pelo mundo, popularizando ainda mais o Skate em todo planeta.

 

ANOS 2010

 

O Skate está solidificado e popularizado como nunca teve, muito divulgado na TV seja pela transmissão de campeonatos ou por propagandas de muitas empresas fora do Mercado, melhor aceito pela sociedade, tendo suas demandas atendidas pelo poder público através de construção de skate parks e criação de uma política pública própria.

Em 2010 é criado pelo skatista profissional Rob Dyrdek o Street League Skateboarding, uma competição internacional somente para convidados com premiações milionárias e transmissão ao vivo pela TV e internet.