#SomosTodosCBSk - A história da Confederação Brasileira de Skate registra em livro os principais fatos da primeira Confederação de Skateboarding do mundo


Divulgação Publicada em: 03/02/2021

Os mais de 20 anos de história da primeira Confederação de Skateboarding do mundo agora estão registrados nas páginas do livro #SomosTodosCBSk - A história da Confederação Brasileira de Skate. Com tiragem de 700 exemplares pela Editora ZY, o livro retrata, ao longo das duas primeiras décadas da entidade, as atividades realizadas, eventos promovidos ou homologados, além das principais contribuições para o desenvolvimento do skate brasileiro. A publicação conta ainda com prólogo de Ed Scander e epílogo de Bob Burnquist.

“Mais do que um livro sobre a entidade, esse é um registro histórico que eterniza os feitos e a trajetória da CBSk nas últimas duas décadas. Desde a criação da entidade, o trabalho da Confederação sempre esteve voltado para o fortalecimento do skate, em um diálogo constante com os skatistas. É um orgulho ver toda essa história retratada nas páginas do livro”, destaca o presidente Eduardo Musa.

A CBSk foi fundada no dia 6 de março de 1999, em Curitiba (PR), como fruto da união dos skatistas a partir de um anseio que vinha desde as gerações dos anos 1970. Essa semente institucional foi plantada nos anos 80, passando por entidades como a Associação Brasileira de Skate (ABS), a União dos Skatistas e Empresários (USE) e a União Brasileira de Skate (UBS).

“Graças a esses pioneiros, iniciou-se uma reviravolta para ganhar o entendimento da imprensa e dos órgãos governamentais, a simpatia da sociedade, com a realização de campeonatos e a construção de skateparks. (...) Ao longo de duas décadas, os skatistas aos poucos compreenderam a CBSk como uma ferramenta para transformar vidas, através da criação de calendários, rankings, regulamentação de campeonatos, normatização de modalidades e categorias, acesso a benefícios públicos, exposição do skate em canais abertos de televisão, apoio a iniciativas sócio-educativas e culturais e ser a voz ativa quando o skate era ameaçado”, destaca no prólogo Ed Scander, que atua na CBSk desde a criação da entidade.

O livro está dividido em 5 capítulos que percorrem ano a ano a trajetória da entidade: “O nascimento da CBSk” (Cap. 1 - 1999 a 2002); “Crescendo e diversificando” (Cap. 2 - 2003 a 2006); “Por todos, para todos” (Cap. 3 - 2007 a 2010); “Skate é tudo” (Cap. 4 - 2011 a 2014); e “O sonho olímpico é realidade” (Cap. 5 - 2015 a 2020). 

No quinto e último capítulo, a campanha #SomosTodosCBSk - que dá nome ao livro - ganhou um espaço especial que conta toda a trajetória do movimento de união da comunidade do skate para que a CBSk fosse reconhecida junto ao Comitê Olímpico do Brasil (COB), em 31 de outubro de 2017, como entidade legítima para representar a modalidade em âmbito olímpico.

“Então, eu tenho certeza de que foi uma decisão correta embarcar na responsa da CBSk, pois protegemos o skate e os skatistas. Olhar para trás e ver o que foi realizado é gratificante como a manobra voltada. Mas o skate sempre nos leva adiante, e a busca pela evolução constante nunca nos deixa satisfeitos com o que está feito: o próximo acerto sempre será o mais importante”, destaca no epílogo Bob Burnquist, que presidia a Confederação no momento do reconhecimento junto ao COB.

O livro #SomosTodosCBSk - A história da Confederação Brasileira de Skate não está à venda. Os exemplares serão distribuídos entre os parceiros da entidade, principais agentes na história da Confederação e aos skatistas que têm contribuído para a construção da trajetória da CBSk nessas duas décadas de existência.

A versão digital está disponível para download gratuito no www.cbsk.com.br. Clique aqui para baixar > https://bit.ly/3oTRdPP


Divulgação Divulgação Divulgação Divulgação


apoios