Skatistas podem enviar pedido de Profissionalização de 15/11 a 15/12/2020


Felipe Foguinho - Crédito: Allan Carvalho Publicada em: 06/11/2020

Entre os dias 15 de novembro e 15 de dezembro de 2020, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) receberá pedidos de todo o Brasil de skatistas que desejam ser reconhecidos como integrantes da categoria Profissional. O patamar os credencia à disputa das principais competições nacionais, como o Circuito Brasileiro Profissional, e também reconhece suas trajetórias e contribuições na evolução do Skate brasileiro.

Em 2020,  a solicitação para ingresso na categoria Profissional a partir de 2021 poderá ser realizada por dois caminhos: Critérios Objetivos (resultados em competições) e Critérios Subjetivos (carreira construída até o momento pelo skatista). Fica a cargo do skatista amador definir qual via escolher.

O procedimento é válido para todas as modalidades e ambos os gêneros, masculino e feminino.

Clique aqui e confira todos os requisitos, documentação necessária e os critérios detalhados para pedidos de profissionalização com base nos Critérios Objetivos e nos Critérios Subjetivos!

Os pedidos de profissionalização deverão ser enviados para o e-mail comunicacao@cbsk.com.br.

A lista com os pedidos aprovados será divulgada nas redes sociais, site e release da CBSk até 15/01/2021.

Critérios Objetivos
No caso da escolha pelo pedido de Profissionalização com base nos Critérios Objetivos, o skatista solicitante, independente da modalidade, deve cumprir os seguintes requisitos:

1. Ter no mínimo 14 anos* completos até 31 de dezembro do corrente ano;

*Regra de transição até 2022. Neste período, exceções em casos da idade mínima são de definição exclusiva da CBSk.

2. Apresentar *declaração de federado junto à Federação Estadual do seu estado de competição e atestado de obtenção dos seus resultados esportivos estaduais;

*Estão dispensados dessa declaração skatistas que comprovem residência em localidades sem Entidade Regular filiada à CBSk.

3. No ano corrente de solicitação do pedido de Profissionalização, não ter sido desclassificado por má conduta desportiva de competições oficiais junto às entidades filiadas à CBSk ou à World Skate. Também não ter sido punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva ou Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou infringido ao Código de Ética da CBSk;

4. Estar quite com a justiça criminal (federal e estadual) na data da inscrição;

5. Apresentar cópia do documento com foto e validade nacional (RG ou CNH).

Ainda com base nos Critérios Objetivos, o solicitante deve atender a no mínimo duas das condições abaixo:
A. Ter se classificado entre os 3 primeiros lugares por 2 vezes nos últimos 3 anos na categoria Amador ou Feminino no Ranking Estadual ou na Seletiva Regional classificatória para o Campeonato Brasileiro Amador CBSk;

B. Ter sido finalista pelo menos 1 vez nos últimos 2 anos no Campeonato Brasileiro Amador CBSk, Masculino ou Feminino;

C. Ter sido finalista nos últimos 2 anos em Campeonato Intercontinental com participação de representantes de no mínimo 3 continentes e 10 países;

D. Ter sido finalista em no mínimo 1 etapa nos últimos 2 anos do Circuito Brasileiro Open Masculino ou Feminino;

E. Ter sido semifinalista em no mínimo 1 etapa nos últimos 2 anos do Circuito Mundial de Skate;

F. Ser membro atual da Seleção Brasileira de Skate da CBSk.

Clique aqui para visualizar, em cada uma das modalidades, a relação de competições válidas para a obtenção ou aferição dos resultados entre 2018 e 2020!

Critérios Subjetivos
Por sua particularidade mercadológica e cultural, o skatista também pode solicitar ingresso na categoria Profissional com base em sua trajetória e carreira - independente dos resultados em eventos ou performance no ambiente de competição.

Os critérios de análise subjetiva envolvem, por exemplo, exposição na mídia (entrevistas em revistas, sites, programas de televisão etc), aspectos mercadológicos (patrocínios, projetos com marcas especializadas etc) e também esportivos (tempo de skate, fatos e conquistas relevantes para a modalidade praticada pelo solicitante etc).

Para skatistas solicitantes de reconhecimento profissional por critérios não competitivos (resultados esportivos), o solicitante deve apresentar currículo da sua trajetória no segmento skate, Declaração de Patrocínio (clique aqui para baixar!) e declaração da entidade filiada à CBSk de seu estado. O pedido e material apresentados serão avaliados pelo Comitê da modalidade juntamente com a Diretoria da CBSk, sendo desta Comissão o poder exclusivo de aprovação ou não.

Clique aqui para baixar a Declaração de Patrocínio!

Avaliação dos pedidos: CBSk e Comitês de cada modalidade
A partir de critérios pré-estabelecidos, o Comitê de cada modalidade (Downhill Slide, Downhill Speed, Freestyle, Park, Slalom, Street e Vertical), juntamente com a Diretoria de Esportes e Arbitragem da CBSk, avaliará quais candidatos cumprem os requisitos para serem reconhecidos como skatistas profissionais.

Os Comitês de cada disciplina do Skate são formados por skatistas profissionais eleitos pelos seus próprios pares para mandatos de 2 anos. A cada início desse ciclo, esses órgãos são reconstituídos e passam a delegar, juntamente com a diretoria da Confederação, nas diretrizes esportivas do skate, tais como regulamentos de competições e, no caso, reconhecimento de novos skatistas profissionais.


Georgia Bontorin - Crédito: Cássia Ferreira Luiz Neto - Crédito: Paulo Tavares Matheus Navarro - Crédito: Bruno França Luigi Cini - Crédito: Allison de Carvalho Alex Ferro - Crédito: João Marcelo Billy André Fuchs - Crédito: Diorandi Nagao


apoios