Skate brasileiro entra na reta final antes da estreia nas Olimpíadas


Crédito: Julio Detefon Publicada em: 18/05/2021

Depois de um período de preparação na Califórnia (EUA), a Seleção Brasileira de Skate entra definitivamente na reta final das classificatórias para os Jogos de Tóquio 2020. Com realização de quarta a domingo (19 a 23 de maio), em Des Moines (Iowa), o Dew Tour (Pro Tour) será, para o Park, o último evento valendo vaga nas Olimpíadas e o penúltimo para o Street. No total, entre seleção e indicados (country quotas), 38 skatistas brasileiros estarão em ação nas disputas em solo norte-americano. Na sequência, parte da delegação do Brasil seguirá para o Mundial de Street, em Roma (ITA), de 31 de maio a 6 de junho.

“Quando eu comecei a andar de skate, nunca imaginei que seria skatista profissional. Nunca imaginei que eu iria competir. Comecei a andar porque eu realmente me apaixonei pelo skate e aí automaticamente fui aprendendo as manobras, comecei a competir, mas nunca na minha cabeça eu imaginei que o skate iria entrar para as Olimpíadas. Então, hoje em dia, saber que virou um esporte olímpico é surreal, uma coisa que eu nunca imaginei. E ter chance de ir para as Olimpíadas representar o meu país é um sonho de qualquer atleta profissional”, afirma Leticia Bufoni, que integra a Seleção Brasileira de Street.

“Estou bem confiante. Estou treinando bastante. Esse mês agora na Califórnia me preparando para o Dew Tour foi bem importante. A gente chega com o skate no pé, treinando nas melhores pistas. Então, estou bem animada. Espero que eu me dê bem para ficar melhor ainda no ranking e chegar nas Olimpíadas muito bem colocada”, destaca Dora Varella, da Seleção Brasileira de Park..

Classificação para o Dew Tour
Tanto no Park quanto no Street (feminino e masculino), as vagas para o Dew Tour foram definidas respeitando o seguinte critério:

- Top 30 do ranking mundial da World Skate - 12 primeiros/as entram direto na semifinal; 13º/ª até o/a 30º/ª entram na fase de classificatórias.

Além disso, cada país ainda recebeu mais 5 vagas (country quotas) por modalidade e gênero. A escolha no caso brasileiro aconteceu com base no seguinte critério:

3 vagas

- após a 30ª posição do ranking mundial, foi considerado o chamado ranking alternative da World Skate, que inclui a pontuação conquistada nos eventos nacionais homologados para a corrida olímpica.

2 vagas

- escolha da Comissão Técnica da Confederação Brasileira de Skate (CBSk) com base em critérios técnicos.

Confira os skatistas brasileiros que estarão no Dew Tour!
Classificatórias
Park Feminino - Yndiara Asp, Victoria Bassi, Leticia Gonçalves, Erica Leguizamon e Emily Antunes

Park Masculino - Mateus Hiroshi, Murilo Peres, Héricles Fagundes, Pedro Carvalho, Luigi Cini, Matheus Mello, Augusto Akio, Vi Kakinho e João Victor Bito

Street Feminino - Isabelly Ávila e Marina Gabriela

Street Masculino - Giovanni Vianna, Carlos Ribeiro, Lucas Rabelo, Felipe Gustavo, Ivan Monteiro, João Lucas Alves, Gabryel Aguilar, Eduardo Neves, Gabriel Fortunato e Filipe Mota

Tanto no Park quanto no Street, feminino e masculino, os 20 melhores colocados nas classificatórias avançam para a semifinal.

Semifinal
Park Feminino - Dora Varella e Isadora Pacheco

Park Masculino - Luiz Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas

Street Feminino - Pâmela Rosa, Rayssa Leal, Leticia Bufoni e Virginia Fortes Aguas

Street Masculino - Kelvin Hoefler

Tanto no Park quanto no Street, feminino e masculino, os oito melhores na semifinal irão para a final. 

Paraskate
O skate brasileiro ainda será representado por Vinicios Sardi e Felipe Nunes nas disputas do paraskate, que acontecem domingo (23). Em 2019, os paraskatistas conquistaram o ouro e a prata, respectivamente, nos X-Games Minneapolis (EUA).

Programação e transmissão
O Dew Tour terá transmissão ao vivo pelo próprio site e redes sociais do evento. Consulte mais informações no www.dewtour.com

Confira a programação completa!*

Domingo a terça (16 a 18/05) - treinos

Quarta (19/05) - Classificatórias - Park Feminino (12h25 / BRA)

Quinta (20/05) - Classificatórias - Park Masculino (11h05 / BRA) e Street Feminino (11h05 / BRA)

Sexta (21/05) - Semifinal - Park Feminino (13h / BRA) / Classificatórias - Street Masculino (12h45 / BRA)

Sábado (22/05) - Semifinal - Park Masculino (12h30 / BRA) e Street Feminino (10h50 / BRA) e Masculino (18h05 / BRA)

Domingo (23/05) - Finais - Park - Feminino (15h15 / BRA) e Masculino (18h25 / BRA) / Street - Feminino (16h35 / BRA) e Masculino (19h55 / BRA) / Paraskate (12h35 / BRA)

*Cronograma sujeito a alteração

Olimpíadas
A histórica estreia da modalidade nos Jogos será no dia 25 de julho (domingo no Japão), com o Street masculino, às 9h (horário do Japão) - sábado, 24/07, às 21h no Brasil. No dia seguinte (26/07 – segunda), no mesmo horário, será a vez do Street feminino - domingo, 27/07, às 21h no Brasil.

O Park fecha a participação do skate nos Jogos Olímpicos nos dias 4 (quarta no Japão / feminino - terça, 03/07, Brasil) e 5 de agosto (quinta / masculino - quarta, 04/07, no Brasil), também com início às 9h (horário japonês / 21h do dia anterior no Brasil).

O skate brasileiro pode contar com até 12 representantes nas Olimpíadas de Tóquio (3 por modalidade e gênero). Uma dessas vagas já foi garantida por Luiz Francisco, integrante da Seleção Brasileira e atual vice-campeão Mundial de Park.

No total, 80 skatistas estarão nos Jogos (20 por modalidade e gênero). Tanto no Park quanto no Street (feminino e masculino), as disputas nos Jogos Olímpicos começam e terminam no mesmo dia. Os 8 melhores skatistas da primeira fase avançam para a decisão.


Crédito: Julio Detefon Crédito: Julio Detefon Crédito: Julio Detefon Crédito: Julio Detefon Crédito: Julio Detefon Crédito: Julio Detefon Crédito: Julio Detefon


apoios