Skate brasileiro conquista ouro, duas pratas e dois bronzes nas diputas de sábado (06) no World Roller Games


Alexandre Cerri - Crédito - S. Akimova / WRG Publicada em: 06/07/2019

O skate brasileiro conquistou um ouro, duas pratas e dois bronzes nas disputas deste sábado (06), em Barcelona (ESP), no World Roller Games. Alexandre Cerri e Walter Baresi repetiram o feito de sexta (05) e, mais uma vez, conquistaram o título e o terceiro lugar para o Street Luge. No Vertical, Rony Gomes ficou em segundo e Augusto Akio ocupou o terceiro lugar do pódio. No Downhill Speed, Vitória Mallmann foi a segunda atleta mais rápida do dia.

O skate soma até aqui dois ouros, duas pratas e três bronzes na competição. A modalidade encerrará sua participação na Espanha neste domingo (07), com a corrida do Downhill Speed.

Street Luge

Um dia após se consagrarem como o primeiro e o terceiro skatistas mais rápidos nas disputas em solo espanhol – Time Trial –, os paranaenses Alexandre Cerri e Walter Baresi voltaram a entrar em cena para a corrida do Street Luge. Na disputa sábado (06), o Brasil ainda foi representado por Leo Borton, que fez o 11º melhor tempo na sexta (05). 

A prova teve início com 32 atletas – os mais rápidos de sexta – e baterias com quatro skatistas na pista. O trio de brasileiros seguiu junto das oitavas até a semifinal, quando Leo Borton – na mesma bateria que Walter Baresi – colidiu com a proteção da pista durante uma tentativa de ultrapassagem e deixou a corrida, ficando com a oitava posição na classificação geral. O atleta machucou o joelho esquerdo e passou pelo hospital, onde não foi constatada nenhuma fratura. 

“Ele (Leo) é uma lenda no Brasil. Tinha chances de chegar na final. Foi muito emocionante representar o país, andando bem. Os brasileiros conseguiram todos chegar na semifinal e eu o Walter (Baresi) mais uma vez na final, com um americano (Farmer Ryan) e um espanhol (Mikel Echegaray Diez). O espanhol é o melhor do mundo e sempre está ganhando os campeonatos tops. Poder chegar na frente dele e representar o país muito bem não tem preço. Queria mandar um abraço para todo mundo que apoiou a gente e esteve incentivando”, destaca Alexandre Cerri, ouro na sexta e no sábado.

“Acho que foi a primeira vez que corremos um campeonato tão disputado. Os dez primeiros tempos estavam na casa de menos de um segundo de diferença um para o outro. A corrida estava aberta. Graças a Deus com treino e a pegada hoje conseguimos nos consagrar campeões da corrida. Ontem foi o TimeTrial e hoje novamente repetindo o pódio. Agradeço a todo mundo pelo apoio. Foi fantástico. O calor está insuportável, correndo a 35º dentro do macacão. O esforço foi grande e nós tínhamos que trazer essas medalhas para o Brasil”, completa Walter Baresi, que conquistou dois bronzes.

Vertical

O paulista Rony Gomes (90 pontos) e o paranaense Augusto Akio (89.8) representaram no Vertical e retornam para o Brasil com a prata e o bronze. Nas classificatórias de sexta, a dupla já havia avançado com a segunda e a primeira maiores pontuações, respectivamente.

“Estou felizão porque foi um campeonato de alto nível. Todo mundo andou muito. Para chegar na colocação que eu cheguei tive que batalhar bastante. Foi um campeonato irado, com vários países presentes”, comemora Rony Gomes.

O francês Edouard Damestroy (91.2 pontos) se sagrou campeão. Na final, o skate brasileiro ainda foi representado pelo também paranaense Guilherme Khury (6º colocado, com 80.6 pontos) e pelos paulistas Gabriel Machado (8º, com 74.8) e Italo Penarrubia (12º, com 22.8).

Na final feminina, a paulista Karen Jonz (40.8 pontos) foi a brasileira mais bem colocada, ficando com o quarto lugar. Entre as finalistas, o Brasil ainda teve a carioca Bia Sodré (5ª, com 26.4 pontos) e as paulistas Jéssica Santos (8ª, com 18.4) e Thaís Gazarra (9ª, com 16.8).

Downhill Speed

O sábado (06) abriu as diputas do Downhill Speed com a prova de Time Trial. A gaúcha Vitória Mallmann garantiu a prata para o Brasil como segunda skatista mais rápida da competição. Melissa Brogni, também do Rio Grande do Sul, ficou muito perto do pódio, finalizando a prova na quarta posição.

Entre os homens, os também gaúchos Tiago Mohr e Douglas Dalua foram os melhores brasileiros na prova, com a sétima e a oitava posição, respectivamente. Mais um nome do Rio Grande do Sul, Yan Bertinati foi o 13º e o catarinense Ian Freire ficou com o 16º lugar. Ainda representaram o Brasil o mineiro Pepe Laporte e o paulista Fael Sabella. 

O domingo (07) marcará o encerramento da participação do skate brasileiro no World Roller Games. No masculino, a corrida do Downhill Speed começará com uma eliminatória com um total de 64 atletas, dos quais 32 avançam para as oitavas, 16 para as quartas de final, oito para a semifinal e quatro para a grande decisão. No feminino, as disputas começarão com 32 atletas e terão a mesma sequência do masculino até a final.


Walter Baresi - Crédito - S. Akimova / WRG Alexandre Cerri e Walter Baresi - Crédito - S. Akimova / WRG Rony Gomes e Augusto Akio - Crédito - N. Olano / WRG Rony Gomes - Crédito - N. Olano / WRG Augusto Akio - Crédito: N. Olano / WRG


apoios