Seleção Brasileira Olímpica de Park realiza primeira sessão de treinos na pista dos Jogos de Tóquio


Dora Varella - Crédito: CBSk / Julio Detefon Publicada em: 31/07/2021

O sábado (31) no Japão marcou o primeiro dia de sessões de treinos oficiais para a Seleção Brasileira Olímpica de Park. Dora Varella, Isadora Pacheco, Yndiara Asp, Luiz Francisco, Pedro Barros e Pedro Quintas tiveram o primeiro contato com a pista do Ariake Urban Sports Park. A delegação chegou em Tóquio na manhã da última quarta-feira (28) pelo fuso japonês. As sessões de treino seguirão diariamente pelos próximos dias.

"É uma pista que proporciona tudo que a gente precisa", destaca Luiz Francisco.

"Uma das melhores sessões da minha vida. Melhor pista que eu já andei. Eu não sabia nem que era possível um aniversário tão bom", afirma Dora Varella, que completa 20 anos neste sábado (31/07).

"Foi o primeiro treino. Reconhecimento de pista. Deu para saber como ela é. Agora é quebrar a cabeça para encaixar a linha da nossa vida. A gente sabe que a pista é perfeita, já tentou várias manobras, já testou vários caminhos e ainda tem vários treinos pela frente. Espero fazer uma linha muito boa. Tem que ser a melhor linha da vida", completa a skatista.

"Essa primeira sessão foi muito importante para a gente. Essa pista é maravilhosa, os calombos são perfeitos, joga tudo muito perfeito. As bordas são novinhas em folha, corre muito, dá para pegar um baita gás nessa pista. Então vai ter aéreo alto, borda corrida e vai ser alto nível de skate com certeza. Fiquei muito feliz que a gente conseguiu se encaixar bem nessa pista. Conseguimos nos identificar bastante com ela. Então é isso. Bora para o próximo treino e jogar as manobrinhas mais arriscadas", comenta Isadora Pacheco.

"Essa primeira sessão foi muito boa. A pista é maravilhosa. Ela realmente vai proporcionar um alto nível de skate. Ela é toda perfeitinha. Acho que é a melhor pista que eu já andei na minha vida e a sessão foi muito boa. Deu para dar um bom reconhecimento e ver o que a gente vai mandar, já mandar algumas manobras. Foi muito bom", completa Yndiara Asp.

O Park fechará a participação do skate nas Olimpíadas. Primeiro com o feminino, no dia 4 de agosto (terça-feira - 03/08 - BRA) e, depois, com o masculino, dia 5 de agosto (quarta-feira - 04/08 - BRA). Ambas as categorias têm início previsto para às 9 horas da manhã no Japão - 21 horas do dia anterior pelo horário de Brasília.

“Vai ser um show de arte mesmo porque ali vai ter vários estilos diferentes. Cada um tem a sua magia e assim é na vida, eu acredito também. Cada um de nós e as pessoas que estão vendo também têm essa magia dentro de si. E se tem uma coisa que o skate sempre fez em nossas vidas foi despertar isso, foi inspirar com isso. Então hoje a gente ter a oportunidade de estar aqui nessa plataforma que é vista mundialmente, globalmente, e despertar isso nas pessoas, em quem não tem essa parte despertada ainda, eu acho que é uma esperança e um orgulho muito grande”, reflete Pedro Barros.

“Toda a energia que envolve esse evento é uma sensação muito boa. E agora é treinar bastante e representar o Brasil da melhor forma porque esse povo todo merece”, afirma Pedro Quintas. “É uma gratidão muito grande poder estar levando essa cultura, esse esporte maravilhoso”, destaca o skatista.

“É uma honra a gente poder representar o Brasil”, completa Luiz Francisco. 

Assim como no Street, o Park contará com 20 skatistas por categoria (feminino e masculino) nas Olimpíadas. As disputas serão divididas em preliminares e final (8 melhores), com as duas fases acontecendo no mesmo dia. No total, serão dois dias de competição (um para cada categoria).

Nas classificatórias e na final, cada skatista terá direito a 3 voltas de 45 segundos, valendo como pontuação final a volta de maior nota.

Entre Park e Street, o skate brasileiro confirmou o limite de 12 vagas por país nas Olimpíadas. O feito foi alcançado somente por Brasil e Estados Unidos.

Street
No Street, Kelvin Hoefler e Rayssa Leal conquistaram a prata. Kelvin entrou para a história como o primeiro skatista brasileiro a conquistar uma medalha olímpica e, além disso, inaugurou o quadro de medalhas do Brasil nos Jogos de Tóquio. Rayssa, aos 13 anos, se tornou a brasileira mais jovem a conquistar uma medalha em Olimpíadas.

Comissão técnica da Seleção Brasileira de Skate
A comissão técnica da Seleção Brasileira de Skate é formada por Eduardo Musa (Presidente da Confederação Brasileira de Skate - CBSk), Tatiana Lobo (Chefe de Equipe da Seleção Brasileira Olímpica), pelos consultores técnicos Edgard Pereira Vovô (Park) e Rogério Mancha (Street), pelo auxiliar técnico Miguel Catarina (Park), por Julio Detefon (observador técnico), pelos fisioterapeutas Alison Paz (Park) e Carlos Barreto (Street), pelo médico Maurício Zenaide, pela psicóloga Juliane Fechio e pela nutricionista Carolina Ragugnetti.

Cronograma de disputas
Feminino
Terça-feira - 3 de agosto - BRA
Preliminares/Classificatórias
21h - Bateria 1 - a definir
21h42 - Bateria 2 - a definir
22h24 - Bateria 3 - a definir
23h06 - Bateria 4 - a definir
Final
00h30 - Bateria única

Masculino
Quarta-feira - 4 de agosto - BRA
Preliminares/Classificatórias
21h - Bateria 1 - a definir
21h42 - Bateria 2 - a definir
22h24 - Bateria 3 - a definir
23h06 - Bateria 4 - a definir
Final
00h30 - Bateria única


Isadora Pacheco - Crédito: CBSk / Julio Detefon Luiz Francisco - Crédito: CBSk / Julio Detefon Pedro Barros - Crédito: CBSk / Julio Detefon Pedro Quintas - Crédito: CBSk / Julio Detefon Yndiara Asp - Crédito: CBSk / Julio Detefon Edgard Pereira Vovô, Dora Varella, Yndiara Asp, Isadora Pacheco e Miguel Catarina - Crédito: CBSk / Julio Detefon Pedro Barros, Luiz Francisco e Pedro Quintas - Crédito: CBSk / Julio Detefon


apoios