Rayssa Leal é campeã da Street League pela primeira vez e Pamela Rosa fica com prata em Los Angeles


Pamela Rosa, Rayssa Leal e Alana Smith - Crédito: Julio Detefon Publicada em: 29/07/2019

Rayssa Leal e Pamela Rosa colocaram o Brasil duplamente no pódio e marcaram história, neste domingo (28), com título inédito e prata, respectivamente, na etapa de Los Angeles (EUA) da Street League Skateboarding (SLS). Além da primeira conquista em uma edição do evento, aos 11 anos, Rayssa se tornou a campeã mais jovem da história da SLS. 

No total, foram seis representantes do skate brasileiro nas finais: Leticia Bufoni (6ª), Giovanni Vianna (4º), Carlos Ribeiro (5º) e Kelvin Hoefler (7º).

A Street League é chancelada pela World Skate e conta pontos na corrida olímpica.

Final feminina

Aos 11 anos, Rayssa Leal totalizou 23.3 pontos e se sagrou campeã de uma edição da Street League pela primeira vez. Pamela Rosa somou 22.8 para ficar com o segundo lugar. Com 21 pontos, Leticia Bufoni fechou a participação do Brasil na final com a sexta posição. 

A presença da dupla no pódio já havia acontecido na etapa de Londres da competição, em maio. Na ocasião, Pamela saiu como vencedora e Rayssa ficou com a terceira colocação. Leticia Bufoni foi a quarta.

Final masculina

Giovanni Vianna foi o melhor brasileiro na decisão, finalizando em quarto lugar, com 32.6 pontos. O skatista, que entrou no evento via wild card, iniciou as disputas ainda nas eliminatórias globais, passando por três fases classificatórias até chegar à final. 

Carlos Ribeiro ficou com a quinta posição, somando 29.7 pontos. Kelvin Hoefler fechou a presença do Brasil com a sétima colocação, 26.1 pontos.

Para o masculino, o domingo (28) também foi dia de semifinal. Carlos Ribeiro, Kelvin Hoefler e Giovanni Vianna avançaram com o terceiro, o quarto e o sétimo lugar, respectivamente.

Nas disputas da semifinal, o Brasil ainda foi representado por Felipe Gustavo (13º), Tiago Lemos (20º), Lucas Rabelo (25º), Lucas Alves (26º) e Ivan Monteiro (27º).

Confira a classificação completa das finais:

Feminino
1ª – Rayssa Leal (BRA) – 23.3 pontos
2ª – Pamela Rosa (BRA) – 22.8
3ª – Alana Smith (EUA) – 22.5
4ª – Aori Nishimura (JAP) – 22.1
5ª – Margielyn Didal (PHI) – 21.7
6ª – Leticia Bufoni (BRA) - 21
7ª – Alexis Sablone (EUA) – 16.3
8ª – Yumeka Oda (JAP) – 8.1

Masculino
1º - Yuto Horigome (JAP) – 35.7 pontos
2º - Maurio McCoy (EUA) – 34.5
3º - Vincent Milou (FRA) – 34.1
4º - Giovanni Vianna (BRA) – 32.6
5º - Carlos Ribeiro (BRA) – 29.7
6º - Sora Shirai (JAP) – 27 
7º - Kelvin Hoefler (BRA) – 26.1
8º - Nyjah Huston (EUA) – 17.4 

Brasil nos Jogos de Tóquio 2020 
Pelos critérios estabelecidos para as Olimpíadas, o Brasil poderá contar com até 12 atletas no total em Tóquio - três no Park Feminino, três no Park Masculino, três no Street Feminino e três no Street Masculino.

A participação desse número limite dependerá do desempenho dos brasileiros ao longo das duas janelas classificatórias estabelecidas pela World Skate para a corrida olímpica. A primeira delas vai até 15 de setembro de 2019 e o segundo ciclo acontece de 16 de setembro de 2019 a 31 de maio de 2020.


Pamela Rosa, Rayssa Leal e Alana Smith - Crédito: Julio Detefon Rayssa Leal e Pamela Rosa - Crédito: Julio Detefon Rayssa Leal - Crédito: Julio Detefon Rayssa Leal - Crédito: Julio Detefon Rayssa Leal - Crédito: Julio Detefon Pamela Rosa - Crédito: Julio Detefon Leticia Bufoni - Crédito: Julio Detefon Giovanni Vianna  - Crédito: Julio Detefon Carlos Ribeiro - Crédito: Julio Detefon Kelvin Hoefler - Crédito: Julio Detefon Felipe Gustavo - Crédito: Julio Detefon Tiago Lemos - Crédito: Julio Detefon Lucas Rabelo - Crédito: Julio Detefon Lucas Alves - Crédito: Julio Detefon


apoios