Oi STU Open: Maior evento de skate e cultura urbana da América Latina acontece de 11 a 17 de novembro, na Praça Duó


Crédito: Pablo Vaz Publicada em: 01/11/2019

Os melhores skatistas do mundo estarão reunidos na Praça Duó a partir do dia 11 de novembro para o Oi STU Open, maior evento de skate e cultura urbana da América Latina. Atletas das modalidades Street e Park estarão até o dia 17 competindo por importantes pontos para a classificação olímpica. Além de muito skate, o evento terá também shows, exposições de arte, oficinas, comida de rua e moda.

"Em sua terceira edição, o STU Open se consolida como um dos principais eventos de lifestyle urbano do mundo, unindo o melhor do alto rendimento mundial do skate com a essência das ruas. Fechar o calendário de 2019 e abrir a segunda janela olímpica nos honra muito, e é um presente para o Rio de Janeiro e para o skate brasileiro. Somos muito gratos à World Skate, à CBSk, ao poder público estadual e municipal do Rio de Janeiro, com destaque para a Secretaria de Estado de Esportes, Lazer e Juventude, todos os demais parceiros e, principalmente, a Oi, por continuar acreditando no potencial de conexão e transformação que tem o skate e a cultura urbana", diz Diogo Castelão, sócio-diretor da Rio de Negócios. 

Na briga olímpica, a disputa de Park do Oi STU Open valerá como uma etapa do Pro Tour, distribuindo valiosos 60 mil pontos para o primeiro colocado. Já no Street, a etapa somará 40 mil pontos para o campeão, valendo como um Five Stars. Serão cerca de 300 skatistas, entre homens e mulheres (nas duas modalidades) competindo na Praça Duó. Promessa de belas disputas e uma prévia de Tóquio 2020.

No Street feminino, as brasileiras vêm forte para competição. No ranking olímpico, a líder é a paulista Pamela Rosa, atual campeã mundial da modalidade, seguida de Rayssa Leal, na segunda posição. Letícia Bufoni ocupa o quarto lugar, atrás da japonesa Aori Nishimura. 

"Estou muito ansiosa para essa etapa do Oi STU Open. Venho de um ano incrível, graças a Deus, muito focada e determinada no que faço. Estou preparada para o campeonato, que, com certeza, vai ser animal! A energia brasileira e torcida não tem preço. Tenho certeza que vai ser de alto nível de skate como sempre foi",  afirma Pamela Rosa.

Já entre os homens, o brasileiro Kelvin Hoefler aparece em quarto lugar. A primeira colocação está com o americano Nyjah Huston, seguido do japonês Yuto Horigome, e o português Gustavo Ribeiro.  

No Park, as japonesas lideram o ranking com Misugu Okamoto, no primeiro lugar, e Sakura Yosozumi no segundo. A britânica Sky Brown completa o terceiro lugar. Nossas brasileiras ficam no sétimo lugar com Dora Varella, e oitavo lugar com Isadora Pacheco. No Park masculino, o líder é o americano Heimana Reynolds, seguido dos brasileiros Luiz Francisco (segundo lugar) e Pedro Barros, em terceiro.

"É muito bom ter mais um campeonato com nível mundial aqui no Brasil em 2019. Ajuda muito na cena do skate e fortalece a nossa essência aqui no país. Eu espero que seja mais uma oportunidade para gente andar muito de skate, rever os amigos e inspirar pessoas. A pista da Praça Duó já é conhecida, tem um bom nível, dá para fazer uma boa linha e buscar um bom resultado. Provavelmente vai estar bem quente durante o campeonato, mas estar ali de frente para a praia é muito style", completa Pedro Barros.

Os 15 melhores atletas do Ranking Olímpico da World Skate (OWSR) serão automaticamente qualificados para o Oi STU Open, sem precisar disputar as eliminatórias. Os dois melhores resultados de cada skatista na primeira janela olímpica (de janeiro a setembro de 2019) e os cinco melhores resultados da segunda janela (de outubro de 2019 a maio de 2020) serão considerados na classificação para os Jogos. O Oi STU Open abre a segunda janela da corrida olímpica para Tóquio 2020. 

"O Oi STU Open fecha um ano importante com um total de três competições internacionais da corrida olímpica em solo brasileiro. A CBSk se sente muito honrada por poder contribuir com esse momento do skate brasileiro reforçando sua posição de liderança e vanguarda no cenário do skate mundial", destaca Eduardo Musa, presidente da CBSk, entidade que realiza o evento em parceria com a Rio de Negócios.

"Estamos orgulhosos de ter o primeiro evento da segunda temporada para a classificação olímpica no Brasil, um país que pode contar com os seus milhões de skatistas e alguns dos melhores profissionais do mundo! O Oi STU Open será um prelúdio de uma série incrível de etapas ao redor do mundo. Nós gostaríamos de agradecer ao Skate Total Urbe, a Rio de Negócios e a CBSk pelos seus esforços extraordinários para assegurar um evento sensacional! E, claro, a Cidade do Rio de Janeiro", diz Sabatino Aracu, Presidente da World Skate.

"O ano de 2019 foi maravilhoso para o skate brasileiro. Ao longo do ano levamos esporte e cultura urbana a novos points, como Lauro de Freitas, na Bahia, e Belo Horizonte, em Minas Gerais. Além disso, sediamos, em São Paulo, o primeiro campeonato Mundial de Park dentro de uma janela olímpica e agora fechamos o ano com o STU Open, cujos pontos são valiosíssimos para a corrida olímpica em ambas as modalidades. Com a proximidade dos Jogos de Tóquio, esperamos que a etapa no Rio tenha um nível elevadíssimo. Temos um sentimento de dever cumprido, promovendo e fortalecendo a prática no skate em todo o país", afirma Bruno Cremona, gerente de Patrocínios e Eventos da Oi. 

Muito além do skate
O Oi STU Open está ainda maior, se consolidando como um grande festival de cultura urbana. A edição de 2019 terá muitos shows, exposições de arte, talks, moda e gastronomia. O palco STU Music receberá DJs e bandas como DJ Tamenpi, Nomade Orquestra, A Filial, Flora Matos, Black Alien e muito mais, animando os finais de tarde e noites na Praça Duó. Na STU Gallery, uma exposição do artista Bruno Big, que assina a identidade visual da etapa, apresentará sua linha marcante e espontânea na galeria de arte. Já na STU Store, o público poderá encontrar produtos oficiais da plataforma, além de uma linha exclusiva de Big com bonés, camisas, moleskines e shapes. 

Na STU Street Fair, marcas urbanas vão levar o estilo das ruas para dentro do festival. Na Oi House, oficinas e workshops completam a programação, que terá, ainda, um complexo gastronômico com muitas opções de food trucks e cervejas artesanais no STU Hangout. Tudo bem a cara do festival, que segue deixando legados tangíveis e intangíveis para a cidade. 

As obras de restauração das pistas da Praça Duó já estão a todo vapor. Em breve cariocas e skatistas de todo o mundo poderão usufruir da praça, que já um point do skate mundial.

"A realização do STU Open será muito importante para a cidade do Rio, porque além de atrair os maiores atletas nacionais e internacionais das modalidades Street e Park confirma que o Estado do Rio de Janeiro abraça e acredita no potencial do skate, também como mobilizador social e cultural. Também será uma excelente oportunidade para valorizar os atletas que estão se preparando para representar nosso país em Tóquio 2020. Estamos trabalhando para continuar atraindo grandes eventos esportivos para nosso estado, pois acreditamos que além da geração de renda através do turismo, é um fator importante de sensibilização de nossa juventude", completa Felipe Bornier, Secretário de Esporte,Lazer e Juventude do Estado do Rio Janeiro.

Apresentado pela Oi, que assina o naming rights do evento, o Oi STU OPEN é viabilizado pela Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte. Conta com o apoio da Vans e TNT Energy Drink, parceria do Canal OFF e Grupo Coruja, além do apoio institucional da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Rioeventos e da Riotur. O Oi STU OPEN é homologado pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk), Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e World Skate. A idealização e realização são da Rio de Negócios.

A OI E O ESPORTE
A Oi acredita no potencial de transformação do esporte e patrocina grandes eventos esportivos como o Oi STU Open, Oi Rio Pro, Oi Pro Júnior – voltado para a categoria de base do surfe. Além de apoiar atletas de diferentes modalidades, como os skatistas Pedro Barros e Leticia Bufoni, e os surfistas Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima, Adriano de Souza, Tatiana Weston-Webb, Davizinho e Tainá Hinckel, a companhia acelerou, em parceria com o Instituto Ekloos e apoio do Oi Futuro, 5 projetos de surfe na Região dos Lagos, que são voltados para a população local. Também patrocina a equipe de judô Oi Sogipa, no Rio Grande do Sul.

A companhia também valoriza a cultura Geek e o eSports, apoiando eventos como a Game XP, CCXP, o Prêmio eSports e o projeto Afrogames, uma escola de games voltada para crianças de comunidades, em Vigário Geral (RJ), além de investir e incentivar plataformas digitais como o Final Level.

Sobre a World Skate
A World Skate, fundada em 1924 na Suíça, promove o desenvolvimento global do skate e dos esportes de patinação. Providenciando uma plataforma moderna para o gerenciamento de todas as modalidades, a entidade apoia a autonomia e promove a autenticidade em sua governança. Atualmente, a World Skate reconhece 124 Federações Nacionais. Para maiores informações, por favor visite o site: www.worldskate.org

Sobre a Confederação Brasileira de Skate (CBSk)
Criada para encarar os desafios futuros do skate a partir do Século XXI, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) é responsável pela regulamentação e gestão do esporte no Brasil. Fundada em 6 de março de 1999, a entidade comemora 20 anos de crescimento e amadurecimento, ajudando e unindo gerações, com muito esforço e orgulho, através das 4 rodinhas.

Sobre a Plataforma STU
A plataforma STU celebra a essência do skate, promovendo as principais competições de Street e Park da América Latina e do mundo, com os maiores nomes da atualidade, estimulando o desenvolvimento de cenas nacionais da cultura urbana, e gerando um impacto socioeconômico positivo e transformador por todo o Brasil, através de ações de inclusão social e construção e reformas de pistas de skate. 

A plataforma, que teve início de maneira grandiosa em 2017, explodiu em 2018 com a consolidação do circuito brasileiro de skate e a formação da Seleção Brasileira de 2019, válido como ranking da CBSk. Um marco na história do esporte, potencializando esse novo momento rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

Muito mais que esporte, o STU acredita que o skate é rua, é música, é arte e estilo de vida. O skate junta, conecta e impulsiona as pessoas. O conceito da plataforma STU é de valorização das mais diversas manifestações urbanas regionais, para garantir ainda mais visibilidade à cena da cultura local, encontrada nas cidades por onde os eventos passam. 

Nesse ano, a plataforma ficou ainda mais consistente com a chancela dos eventos também pela World Skate, trazendo ainda mais protagonismo para o Brasil, com competições importantes e de alta pontuação para a corrida olímpica.


Crédito: Pablo Vaz


apoios