Estreia do skate nas Olimpíadas será dia 25 de julho de 2021


Divulgação World Skate Publicada em: 17/07/2020

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta sexta-feira (17) as novas datas de disputa do skate nas Olimpíadas de Tóquio, remarcadas para 2021 por conta da Covid-19. A estreia ficará por conta do Street masculino no dia 25 de julho (domingo), às 9h (horário do Japão), no Ariake Urban Sports Park. No dia seguinte (26/07 – segunda), no mesmo horário e local, será a vez do Street feminino. O Park fecha a participação do skate nos dias 4 (quarta / feminino) e 5 de agosto (quinta / masculino), no mesmo espaço e horário de início.

Cada modalidade (Park e Street) e categoria (feminina e masculina) contará com 20 skatistas em Tóquio. Em cada dia de evento, as disputas serão divididas em semifinal e final (8 melhores).

Corrida classificatória

O skate brasileiro pode ter até 12 representantes nas Olimpíadas – três por cada modalidade e categoria.

As classificatórias foram divididas em duas janelas. A primeira delas foi encerrada com as disputas dos mundiais de Park e Street em setembro de 2019, em São Paulo. A segunda foi interrompida por conta da Covid-19, tendo data de encerramento estendida para 29 de junho de 2021 – a World Skate ainda não sinalizou data de retorno dos eventos.

O ranking classificatório para Tóquio será composto pelas 2 melhores notas da primeira janela e pelas 4 melhores da segunda, que teve um evento realizado (Oi STU Open, em novembro de 2019, no Rio de Janeiro).

Além dos resultados, ainda serão levados em conta os seguintes fatores para a composição dos 20 skatistas por modalidade e categoria:

- Cada país poderá contar com no máximo 3 skatistas;

- Todos os continentes devem ter pelo menos 1 representante;

- 1 vaga fica reservada ao skatista japonês mais bem colocado do ranking mundial, independente da posição;

- Os três primeiros colocados dos mundiais de 2021 estarão diretamente classificados para os Jogos, independente da posição que ocupavam no ranking.

 Seleção Brasileira

A Seleção Brasileira de Skate conta atualmente com 22 integrantes – Park feminino – 5, Park masculino – 6, Street feminino – 6 e Street masculino – 5 (Confira a relação completa!).

Após o encerramento da primeira janela classificatória para as Olimpíadas, todos os 21 nomes que integravam o top 20 do ranking mundial foram “convocados”.

O adiamento dos Jogos de Tóquio abriu um novo ciclo para a Seleção, permitindo com que Lucas Rabelo se tornasse mais um “convocado”. Com um terceiro lugar no Oi STU Open em 2019, o skatista hoje integra o top 20 do ranking mundial.

Para a preparação e participação das disputas sancionadas pela World Skate como classificatórias para a corrida olímpica, os integrantes da Seleção Brasileira de Skate recebem auxílio atleta mensal e contam com suporte médico, psicológico e de fisioterapia. Os recursos para esse apoio são repassados à CBSk pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) por meio da Lei Agnelo/Piva.

Comissão técnica da CBSk

Integram a comissão técnica da CBSk a gerente de Esportes Tatiana Lobo, o supervisor de Esportes Edson Scander, os consultores técnicos Edgard Pereira Vovô (Park) e Rogério Mancha (Street), o observador técnico Julio Detefon, os fisioterapeutas Alison Paz e Carlos Barreto, o médico Maurício Zenaide e a psicóloga Juliane Fechio.


Seleção Brasileira Masculina de Street Seleção Brasileira Feminina de Street Seleção Brasileira Feminina de Park Seleção Brasileira Masculina de Park


apoios