Confira os skatistas aprovados para 2020 no programa Bolsa Atleta do Governo Federal!


João Lucas Xuxu - Crédito: Julio Detefon / STU Publicada em: 06/01/2020

O diário oficial da União publicou no dia 30 de dezembro o nome de oito skatistas aprovados para 2020 no programa Bolsa Atleta da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. Os aprovados passam a contar na atual temporada com o auxílio oferecido pelo governo federal. Os recursos são divididos em 12 parcelas pagas em até 1 ano.

Na atual oportunidade, o Ministério só aprovou participarem do processo as modalidades olímpicas Park e Street. As demais modalidades indicadas pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk) aguardam para caso o Governo Federal libere mais verbas.

As exigências estabelecidas pelo Ministério para aprovação incluíam estar entre os três primeiros colocados do Ranking Brasileiro 2018, ser maior de 14 anos e ter enviado documentação obrigatória e atendido aos prazos estabelecidos.

Devido à lei criadora do benefício, podem concorrer ao programa Bolsa Atleta skatistas das categorias Iniciante, Amador e Profissional tanto femininas quanto masculinas.

Confira a lista publicada no diário oficial da União!

Park
Gustavo Picaski - Imbituba (SC)
Lorenzo Salazar - Porto Alegre (RS)
Matheus Mello - Campinas (SP)
Taíse Araujo - São Paulo (SP)
Vinícius Tashiro - Campinas (SP)

Street
João Lucas Xuxu - Cachoeirinha (RS)
Pablo Cavalari - Sorocaba (SP)
Thais de Oliveira Ramos - São José dos Campos (SP)

Bolsa Atleta
Desde 2008, a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) indica ao governo federal no início de cada temporada quais competições devem ser consideradas qualificatórias para o programa Bolsa Atleta e auxilia os skatistas que alcançam os pré-requisitos para angariar a bolsa.

Seguindo a lei, a CBSk indica para o Ministério da Cidadania os rankings brasileiros ou internacionais (mundial, por exemplo) de todas as modalidades. Para ser considerado válido, o ranking nacional deve ser formado por competições que garantam a representatividade de skatistas de pelo menos cinco estados diferentes. Nos internacionais, é necessária a presença de representantes de no mínimo cinco países.

A aprovação dos integrantes do programa Bolsa Atleta não depende da vontade da Confederação Brasileira de Skate, sendo exclusiva da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

Para mais informações sobre o programa Bolsa Atleta, clique aqui!


Matheus Mello - Crédito: Julio Detefon / STU


apoios