Campeões brasileiros de Longboard Downhill e DHS são definidos com transmissão ao vivo pelo canal Skate Brasil


Pódio DHS Profissional - Crédito: Amarildo Rodrigues Publicada em: 10/11/2019

O domingo (10) em São Pedro (SP) encerrou o Brasileiro de Longboard Downhill e Downhill Slide (DHS) com a definição de mais seis campeões nacionais, incluindo a categoria Profissional das duas modalidades. No Longboard Downhill, Léo Lima, atual tricampeão brasileiro amador, ficou com o título logo na estreia como profissional. No DHS, Jefferson Dú, campeão brasileiro em 2015, conquistou o segundo título nacional na categoria Profissional.

"Neste final de semana vivemos um momento mágico na história do skate de ladeira, mais precisamente a categoria Profissional, que há 4 anos estava sem evento. Agradeço à CBSk, ao Cri Duarte (Vampiros do Asfalto), à prefeitura de São Pedro e toda organização  por proporcionar essa linda festa. Pessoalmente me encontro muito feliz por ter vencido, mais feliz ainda por ter feito parte da festa, feliz pelo skate de ladeira, feliz por compartilhar a ladeira com os melhores do mundo. Esperamos que esse evento seja um marco para que juntos possamos mudar o cenário do skate de ladeira, objetivando seu devido reconhecimento", comemora o bicampeão brasileiro Jefferson Dú.

"Esse final de semana foi demais. Estou feliz demais. Meu primeiro evento como profissional e estava competindo com uma galera formada pelos meus incentivadores. Quando comecei a competir, a galera já estava na ativa há vários anos. Foram referências pra mim. Estar aqui na cidade, com toda a estrutura do evento, a galera do circuito em parceria com a CBSk, com a cidade de São Pedro. Foi demais. Estou sem palavras. Que tenham vários eventos desse porte, que a gente continue sempre praticando e vendo o esporte crescer", completa Léo Lima, que agora totaliza quatro títulos brasileiros, três como amador e um como profissional.

A disputa das finais da categoria Profissional contou com transmissão ao vivo pelo canal oficial da CBSk no Youtube, o Skate Brasil (Inscreva-se!). Sérgio Yuppie, pentacampeão mundial de DHS e hepta brasileiro, comandou os comentários (Veja como foi!).

Atual bicampeã paulista, Nayara Nishimuta levantou seu segundo caneco nacional no Longboard Downhill. O primeiro havia sido conquistado em 2017.

"O dia foi irado demais apesar de no começo do dia a chuva ter desmotivado um pouco. Amanheceu chovendo bastante. Com isso a gente já sabia que o Feminino ia acabar rolando na chuva. A gente realmente teve que correr na chuva, tava bem molhado, com algumas poças na ladeira, onde a roda escorregava um pouco mais. Fiz três pit stops, troquei a roda para poder me adaptar e consegui fazer uma volta super limpa. As minhas duas voltas eu não caí, graças a Deus, e acabei conquistando o título. Foi um campeonato surreal de insano. A estrutura foi muito boa. Só tenho a agradecer muito aos meus apoiadores, à organização do campeonato e à CBSk, por estar dando liberdade pra gente participar. Foi surreal e inspirador ver a categoria Profissional correr. Muito bom rever os amigos e o pessoal da ladeira", comemora Nayara Nishimuta.

Márcio Difas, que já havia se sagrado campeão brasileiro de DHS no sábado (09), ficou com o título do Longboard Downhill, também na categoria Master. Difas agora acumula um total de cinco títulos brasileiros na categoria Master, três no DHS e dois no Longboard Downhill.

Alisson Juca Silva Lemos (Longboard Downhill Amador), o Cajuzinho, e Matheus Miller Pereira de Jesus (DHS Amador), o Mosca, fecharam a relação de campeões do domingo (10).

Confira a classificação completa das disputas do domingo (10)!

Longboard Profissional
1º - Léo Lima
2º - Rafael Massucci (Massa)
3º - Jonathan Borges
4º - Will Rowzio
5º - Marcelo Shibaba
6º - Marcos Vinicius Durango
7º - Neguinho
8º - Fernando Yuppie
9º - Walter Alves Pinto Junior
10º - Kauê Mesaquê
11º - Reine Oliveira

DHS Profissional
1º - Jefferson Dú
2º - Kauê Mesaquê
3º - Natan Alemão
4º - Neguinho
5º - Fernando Yuppie
6º - Jailson de Souza Nascimento (Will)
7º - Leo Scauri
8º - Danilo Mela
9º - Renilson Morteiro de Souza Santos (Carranca)
10º - Alex Araujo dos Santos (Kunglao)

Longboard Feminino
1ª – Nayara Nishimuta (Japa)
2ª – Raissa Souza Almeida (Ray)
3ª – Fernanda Lavenere (Fê)
4ª – Michely Ribeiro da Silva (Mih)

Longboard Amador
1º - Alisson Juca Silva Lemos (Cajuzinho)
2º - Matheus Muller Pereira de Jesus (Mosca)
3º - Armando Artiles
4º - Amarildo Rodrigues (Armario)
5º - Luis Molina Pinheiro Neto (Neto Ilhabela)
6º - Nathan Nogueira
7º - Daniel Ramos Sawen Cruz (Passarinho)
8º - Andrius Braga (Dri)
9º - Victor Lima Naves (Vitinho)
10º - Baldur Meurer
11º - Gabriel Henrique G. de Faria (Curirim)
12º - Jhon Pablo Santana
13º - Max Muller
14º - Arlindo Ailton Terinbi Junior (Artinho)
15º - Luis Carlos Maguilla

DHS AMADOR
1º - Matheus Miller Pereira de Jesus (Mosca)
2º - Alex Ferro
3º - Alisson Alison Pereira (Tchon)
4º - Genilson Alves (Geninho)
5º - Gustavo Dias da Se de Olieira (Capacetones)
6º - Anderson Rodrigo Martinez da Silva (O Gui)
7º - Israel Gomes Martins (Rael)

Longboard Master
1º - Márcio Difas
2º - Jefferson da Silva Faria (Je Louco)
3º - Charles Roger B. dos Santos (Charlão)
4º - Carlos Coutinho (Caca)
5º - Marcel A. de Aguiar (Celinho)
6º - Laua Alli (Laurinha)
7º - Juliano Ap. dos Santos (Negão)
8º - Reginaldo Luis de Oliveira (Vibe Longboard)
9º - Wellington Bueno

O Campeonato Brasileiro de Longboard Downhill e Downhill Slide foi realizado pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk) em parceria com a Federação Paulista de Skate (FPS), a Vampiros do Asfalto e a Prefeitura de São Pedro.

O evento contou com colaboração da Crazynboard, Curva de Hill, Edem Skate, Esze, Hocks, Six Trucks, Stronger, Shock e WNF. Apoio da Black Sheep, Intruder, Surfavel, Woodlight e Your Face.

Novos Brasileiros
A competição que aconteceu no interior de São Paulo é um dos 7 novos campeonatos nacionais criados pela CBSk na atual temporada. Até 2018, os campeões nacionais de Downhill Speed,  Freestyle, Longboard Dance, Park Amador, Vertical, Slalom e do próprio Downhill Slide eram definidos a partir do ranking brasileiro, que era formado com base nas competições homologadas pela CBSk em todo o Brasil.

A partir de agora, assim como acontece com os já consolidados Brasileiros de Street Amador e Feminino, os atletas dessas modalidades ganham um evento específico que definirá o campeão nacional de cada uma delas. Assim, as disputas regionais deixaram de ser etapas do brasileiro e passaram ao patamar de estaduais, valendo pontos na corrida classificatória para o nacional.

Além disso, as federações e associações filiadas à CBSk passaram a ter autonomia para homologar as competições regionais, papel antes desempenhado pela Confederação Brasileira. A Associação Capixaba de Skate (ACSK), a Federação de Skate do Distrito Federal (FSKTDF), a Federação Estadual de Skate de Minas Gerais (FESKT), a Federação Paulista de Skate (FPS), a Federação Paraense de Skate (FPSK) e a Federação de Skateboard do Estado do Rio de Janeiro (FASERJ) realizaram eventos classificatórios para o Brasileiro de Longboard Downhill e DHS.


Pódio Longboard Downhill Profissional - Crédito: Amarildo Rodrigues Pódio Longboard Downhill Feminino - Crédito: Amarildo Rodrigues Pódio DHS Master - Crédito: Amarildo Rodrigues Pódio DHS Amador - Crédito: Amarildo Rodrigues Pódio Longboard Amador - Crédito: Ana Moreno


apoios