Campeão mundial de Street Luge, Alexandre Cerri conquista medalha de Mérito Esportivo de Curitiba


Alexandre Cerri e Emilio Antonio Trautwein, secretário Municipal do Esporte, Lazer e Juventude de Curitiba - Foto: Valdecir Galor / SMCS Publicada em: 08/02/2020

Campeão mundial de Street Luge em 2019, Alexandre Cerri recebeu, nesta sexta (07), na capital paranaense, a medalha de Mérito Esportivo de Curitiba. Cerri superou Athos Marangon Schwantes (esgrima) e Raphael Rached Windmuller (natação) em votação popular (recebeu 762 votos) para conquistar o prêmio.

“Estou muito feliz por ter conquistado esse mérito com a ajuda de todos e por estar representando bem a nação do Downhill! Gostaria de deixar um agradecimento especial a todas as pessoas que votaram em mim, familiares, amigos, e também à SMELJ (Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude), à prefeitura de Curitiba e a toda comunidade do Skate do Brasil. Somos todos CBSk (Confederação Brasileira de Skate)!”, comemora o curitibano.

Na última temporada, Alexandre Cerri conquistou dois ouros (prova de tomada de tempo e corrida) no mundial da modalidade, o World Roller Games, em Barcelona (ESP). Além de representar Curitiba e o Brasil subindo no lugar mais alto do pódio na Espanha, Cerri finalizou a temporada com a prata no primeiro Brasileiro de Street Luge da história homologado pela Confederação Brasileira de Skate (CBSk). 

“Curitiba hoje é a capital mundial do Street Luge. Em Barcelona, entre os oito melhores do mundo havia três curitibanos (Walter Baresi, dois bronzes, e Léo Borton). Esse é o reconhecimento do trabalho que a gente vem fazendo há mais de dez anos, andando junto e participando de campeonatos. Há uma rivalidade interna nossa, mas com o objetivo de estar sempre levando o nome da cidade ao mais alto lugar do pódio”, destaca Alexandre Cerri.

Ao longo de 2019, o curitibano ainda se sagrou pentacampeão do Askavata Teutônia Pro (Rio Grande do Sul) e ficou com o título do Downhill Na Graciosa The Champ (Paraná). Atualmente, Cerri é o 3º skatista mais rápido do mundo no Street Luge (161,67 Km/h).

“(Esse prêmio) É o maior reconhecimento que um atleta de Curitiba pode ter. Os melhores atletas de Curitiba coneguiram essa conquista. Para a nossa modalidade (Street Luge), que é pouco conhecida mundialmente, não só nacionalmente, acaba facilitando a divugalção nas mídias e o pessoal acaba conhecendo mais. Isso é mais importante, a gente conseguir conquistar mais adeptos para a modalidade e fazê-la crescer mais”, completa.


Foto: Valdecir Galor / SMCS


apoios