Brasil ganha 23 novos skatistas profissionais em 2020


Vitoria Mallmann - Crédito: N. Olano / World Roller Games Publicada em: 14/01/2020

A Confederação Brasileira de Skate (CBSk) anuncia que 23 novos nomes passam a integrar o grupo de skatistas profissionais do país a partir de 2020!

Ao longo do último mês de novembro, os skatistas amadores brasileiros de todas as modalidades puderam enviar currículo e solicitar participação no processo de análise que é realizado pelos comitês dos skatistas profissionais.

Segundo as normas estabelecidas pela própria CBSk, somente os comitês podem aprovar ou não os pedidos de profissionalização. O trabalho que é pioneiro e único no mundo completa 15 anos de realização.

Na atual relação, o Street é a modalidade com maior número de aprovados: 10 no total. Entre os nomes, Gabriela Mazetto e Isabelly Ávila, dupla da seleção brasileira, e Luiz Neto, bicampeão brasileiro Amador.

O Downhill Speed aparece na sequência, com seis aprovados. Marcelo Salvi (campeão brasileiro Amador de 2019) e Vitória Mallmann (vice-campeã mundial em 2019) marcam presença na lista.

O Park é a terceira modalidade com mais aprovados:  quatro no total. Entre os nomes, Mateus Hiroshi é mais um skatista da seleção brasileira que se tornou profissional. 

As demais modalidades que tiveram aprovados são o Downhill Slide (DHS), com Alex Ferro (vice-campeão brasileiro Amador de 2019), o Slalom, com André Fuchs (campeão brasileiro Amador de 2019), e o Vertical, com Luigi Cini (campeão brasileiro de 2019).

Confira a relação completa de nomes!

Street
Anderson Lucas (SP)
Dwayne Fagundes (RS)
Gabriel Gomes (PR)
Gabriela Mazetto (SP)
Isabelle Menezes (SP)
Isabelly Ávila (SP)
Jhon Alvarez (SP)
Luiz Neto (SC)
Oseias Borges (SP)
Pedro Victor (PB)

Downhill Speed
Adriano Silva (PR)
Jeremias Gasparotto (RS)
João Pedro Berlitz (RS)
Marcelo Salvi (RS)
Rafael Ferronatto (RS)
Vitória Mallmann (RS)

Park
João Victor Bito (SC)
Hugo Montezuma (RJ)
Matheus Matsumoto (SP)
Mateus Hiroshi (SP)

Downhill Slide
Alex Ferro (SP)

Slalom
André Fuchs (SP) 

Vertical
Luigi Cini (PR)

Profissionalização
Como já acontece tradicionalmente, durante o mês de novembro a Confederação Brasileira de Skate (CBSk) recebe pedidos de profissionalização e, posteriormente, os encaminha para os comitês específicos de cada modalidade.

Na análise dos pedidos, os comitês dos skatistas profissionais levam em conta critérios como colocação nas competições dos últimos anos, nível técnico, experiência internacional, publicações em revistas especializadas e divulgação de vídeos. 

Os aprovados podem competir em campeonatos homologados ou realizados pela CBSk com oferecimento da categoria Profissional.


Gabriela Mazetto - Crédito: Julio Detefon Isabelle Menezes - Crédito: Julio Detefon Isabelly Ávila - Crédito: Julio Detefon Luiz Neto - Crédito: Julio Detefon Oseias Borges - Crédito: Julio Detefon Marcelo Salvi  e Jeremias Gasparotto - Crédito: Gerson Ceschini Alex Ferro - Crédito: João Marcelo Billy André Fuchs - Crédito: Diorandi Nagao Luigi Cini - Crédito: Allison de Carvalho


apoios